Aproveite as oportunidades em proteínas

Melhor processamento, mais valor nutricional

Melhore sua economia de processo alimentício e aumente o valor nutricional de seus produtos proteicos com as enzimas. Se você está buscando extrair proteínas das plantas, tire mais proveito dos coprodutos de animais; para combater a alergenicidade ou melhorar o sabor, as soluções enzimáticas da Novozymes irão ajudá-lo a criar novas oportunidades e atender às demandas do mercado.
Conheça o especialista

Um negócio de grãos

Há quinze anos, havia oportunidades muito limitadas para a proteína de soja na indústria de alimentos e bebidas. Atualmente, a soja é uma proteína aceitável em várias formas, e as proteínas vegetais estão se tornando as principais alternativas em todo o mundo.

Juan Manuel Benítez Garcia, gerente de marketing global da Novozymes, diz que daqui a 15 anos a variedade de proteínas vegetais será ainda maior.
Precisamos de uma mudança de mentalidade. A população mundial não será alimentada apenas por carne. Juan diz que a tendência para as proteínas vegetais não estará baseada apenas no crescimento da população, mas também na mudança do comportamento e na conscientização dos consumidores à medida que eles começam a perceber os benefícios de saúde e ambientais das proteínas vegetais.

E essa tendência apresenta outra importante dimensão, diz Juan. "Os grãos atualmente utilizados na alimentação de animais para consumo humano podem ser usados diretamente na alimentação humana, melhorando a eficiência geral da indústria alimentícia e reduzindo o desperdício de alimentos".
Proteínas tradicionais

Aproveitando o máximo da carne e do peixe

Quando a carne e o peixe são preparados para consumo humano, é importante otimizar seus processos de produção e reduzir o desperdício.

As enzimas podem ajudar a garantir que cada parte do animal seja usada, por meio de coprodutos, como óleos, extratos de proteínas e gelatina.

Neste momento, até 50% de cada peixe processado para consumo humano vai para o lixo. Em um mundo com fome que lida com as consequências da sobrepesca em muitos lugares, devemos priorizar o uso eficiente dessas proteínas.
Tendências emergentes

Proteína para um mundo com fome

Mais opções de proteínas baseadas em plantas, melhor uso de resíduos alimentares e comidas rápidas saudáveis são tendências emergentes. A Novozymes pode ajudar com tudo isso.

 

 

Aprimoramento e enriquecimento

Obtenha melhor sabor, mais nutrição e maior valor de coprodutos

 

Melhore a qualidade e a sustentabilidade de seus produtos proteicos com enzimas. Se você está procurando extrair proteínas vegetais, obter mais de coprodutos animais, menor potencial alergênico ou melhorar o sabor, nossas soluções enzimáticas irão ajudá-lo a criar novas oportunidades e atender às demandas dos clientes.

Sabor realçado

Muitas vezes, o sabor dos alimentos processados é enriquecido e reforçado por proteínas derivadas, como peptídeos e aminoácidos. As enzimas são um caminho natural para ajudar a criar melhores sabores de uma fonte vegetal, de levedura ou de proteína animal. Os consumidores buscam mais proteína vegetal com excelente sabor, e as enzimas podem satisfazer as diversas necessidades de consumo e processamento.
 

Proteínas vegetais

Consumidores de todo o mundo estão se concentrando mais na saúde e sustentabilidade; no que é bom para eles e bom para o planeta. Isso leva a uma demanda crescente por produtos nutricionais de proteínas vegetais com ótimo sabor. Mas esses ingredientes podem apresentar difícil incorporação em produtos acabados de alta qualidade, que sejam de fácil absorção tenham ótimo sabor. O processamento enzimático pode ajudá-lo a obter as propriedades ideais das matérias-primas e a adaptá-las às exigências do produto final.

Proteína láctea

Com a crescente demanda de consumidores preocupados com a saúde, os produtos alimentícios especializados que usam proteínas lácteas continuam a sumir das prateleiras. As enzimas ajudam você a projetar produtos de consumo com hidrolisado de proteína láctea ideal e a reduzir o amargor e a insolubilidade associados, às vezes, a essas proteínas.

Coprodutos de origem animal

Com uma grande parte dos produtos animais processados sendo classificados como coprodutos, faz sentido ambiental e econômico criar valor a partir de coprodutos animais. Caso contrário, a carne e a proteína do peixe serão desperdiçadas, juntamente com o lucro potencial. As enzimas ajudam os processadores a maximizar a qualidade e a sustentabilidade de suas carnes e a melhorar as margens do processo de produção total.

 

 

O Alcalase® da Novozymes é utilizado para uma ampla variedade de aplicações, incluindo hidrolisados de laticínios, peixes e carne, bem como proteínas vegetais. O Alcalase® é uma protease de amplo espectro com alta atividade de variações de pH ligeiramente ácido a alcalino. As aplicações bem-estabelecidas incluem extrato de levedura, extração de gelatina ou heparina, hidrolisados de proteína de soro de leite e conversão de coprodutos animais para alimentos para animais de estimação e rações.

Flavourzyme® da Novozymes é uma enzima única capaz de proporcionar a hidrólise profunda de proteínas vegetais e animais para gerar sabor de alta qualidade. Se usada sozinha, ela pode hidrolisar proteínas para gerar sabores apetitosos a partir de uma variedade de substratos. Quando é necessária uma hidrólise mais extensa para solubilizar um substrato, a enzima Flavourzyme® pode ser usada em combinação com Alcalase® para gerar sabores ainda mais intensos. Em doses mais baixas, a Flavourzyme® também pode ser usada para reduzir o amargor nos hidrolisados produzidos com Alcalase® e Neutrase®.

O Neutrase® da Novozymes é uma protease de amplo espectro que é útil quando a hidrólise mais leve é mais interessante. A enzima também pode ser usada com Alcalase® para aumentar o nível de hidrólise, otimizar o desempenho dentro de um determinado processo ou otimizar o sabor do hidrolisado. O Neutrase® é ativo em uma ampla gama de substratos, incluindo produtos lácteos, peixes e carnes e proteínas vegetais, especialmente quando perto do pH neutro.